Partes interessadas e parceiros

A missão da Eurofound consiste em disponibilizar conhecimentos com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento de melhores políticas sociais, de emprego e laborais. Embora a função e o trabalho da Eurofound estejam principalmente direcionados para a UE, a Eurofound tem várias ligações aos Estados-Membros. 

Os membros do Conselho de Administração da Eurofound são nomeados com base numa indicação dos governos e das organizações de parceiros sociais dos Estados-Membros, sendo a Comissão Europeia representada por três membros e o Parlamento Europeu por um perito independente por si nomeado. O Conselho de Administração é auxiliado por uma Diretoria Executiva composta por oito membros , nomeadamente o Presidente e três Vice-Presidentes do Conselho de Administração, os coordenadores dos três grupos (governos, entidades empregadoras e colaboradores) e um representante da Comissão Europeia.

As instituições da UE, os governos e os parceiros sociais constituem os grupos-alvo prioritários dos produtos e serviços da Eurofound. Uma importante vertente da estratégia de comunicação da Eurofound centra-se na prestação de elementos comprovativos e serviços a estas partes interessadas, para as assistir no desempenho das respetivas funções. Esta cooperação pode assumir a forma de relatórios adaptados baseados nos dados existentes da Eurofound.

Instituições e organismos da UE

A relação da Eurofound com as instituições é dinâmica, forjada através de relações formais (institucionais) e informais. A Eurofound é uma agência autónoma da UE e, como tal, pertence à constelação de organismos da UE. Além disso, é membro da Rede de Agências da UE.

A agência assinou acordos de cooperação com cinco destas agências:

  • o Centro Europeu para o Desenvolvimento da Formação Profissional ( CEDEFOP)
  • o Instituto Europeu para a Igualdade de Género ( EIGE)
  • a Agência Europeia para a Segurança e a Saúde no Trabalho ( EU-OSHA)
  • a Fundação Europeia para a Formação ( ETF)
  • a Agência dos Direitos Fundamentais da UE ( FRA).

Estes acordos são executados através de planos de ação anuais e constituem a base para o intercâmbio de fontes de dados e iniciativas conjuntas nas áreas da investigação, eventos e sistemas de operação.

Comissão Europeia participa na governação da Eurofound através da sua participação no Conselho de Administração da Eurofound, onde desempenha um papel importante na adoção dos programas de trabalho. O Parlamento Europeu nomeia um perito independente sem direito de voto para integrar o Conselho.

A Eurofound trabalha com o Conselho da UE sobretudo através dos programas das suas presidências, fornecendo conhecimentos especializados, cedendo oradores e prestando outro apoio aos eventos da presidência. São, além disso, organizados eventos conjuntos com o Parlamento Europeu e o Comité Económico e Social Europeu .

A Eurofound mantém um gabinete em Bruxelas para poder estar em contacto próximo com as instituições da UE. Para mais informações, contacte o Gabinete de Ligação em Bruxelas .

Governos

Cada Estado-Membro possui um representante do governo no Conselho de Administração, normalmente um alto funcionário do ministério com a pasta do emprego ou dos assuntos sociais.

Uma vez que o Conselho de Administração adota os programas de trabalho da Eurofound e propõe o seu orçamento, os governos dos Estados-Membros têm uma influência significativa no seu funcionamento. Conjuntamente, os governos dos Estados-Membros (na qualidade de Conselho da UE) criaram a Eurofound e continuam a financiá-la através do orçamento geral da UE.

Parceiros sociais

A Eurofound está mandatada para apoiar a Comissão, outras instituições, órgão e organismos da União, os Estados-Membros e os parceiros sociais com a finalidade de definir e executar políticas relativas à melhoria das condições de vida e laborais, elaborar políticas de emprego e promover o diálogo social. Para isso, a Eurofound deverá reforçar e difundir conhecimentos, fornecer elementos comprovativos e serviços para fins de decisão política, incluindo conclusões baseadas em investigações, e deverá facilitar a partilha de conhecimentos entre a União e os agentes nacionais.

Cada lado da parceria social no interior da cada Estado-Membro tem um representante no Conselho de Administração, garantindo que neste se reflete a diversidade dos sistemas e culturas de relações laborais da UE. Os representantes das organizações europeias para os parceiros sociais coordenam o trabalho dos Grupos e participam nas reuniões do Conselho de Administração.

Outros

A Eurofound coopera com organizações internacionais, como a Organização Internacional do Trabalho ( OIT) e a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico ( OCDE). Esta cooperação pode assumir a forma de contributos para relatórios ou de organização de eventos conjuntos.

A Eurofound interage ainda com a sociedade civil nas suas diferentes manifestações (nomeadamente organismos tripartidos, sociedade civil representada em organizações não governamentais e academia). A comunidade académica e de investigação é um utilizador importante dos conhecimentos da Eurofound. Além disso, investigadores e outros académicos são frequentemente selecionados (através de concursos públicos) para realizarem investigação de campo para a Eurofound.