Anticipating and managing the impact of change

A era digital: Implicações da automatização, da digitalização e das plataformas para o trabalho e o emprego

Flagship report
Published
15 December 2021
pdf
Formats and languages
Executive summary in 22 languages
Descarregar
Autor(es): 
Mandl, Irene

Principais conclusões

  • Para garantir que a Europa não fique atrás de outras regiões do mundo e colha os benefícios da digitalização, os decisores políticos devem explorar vias para continuar a apoiar a digitalização das empresas europeias. Devem considerar, por exemplo, o apoio financeiro, o intercâmbio de casos de utilização sobre a implantação digital e facilitar a cooperação no desenvolvimento e na implementação de tecnologias. Uma oportunidade para o fazer é o apoio estatal associado ao Mecanismo de Recuperação e Resiliência da Comissão Europeia.
Read more
  • Para garantir que a Europa não fique atrás de outras regiões do mundo e colha os benefícios da digitalização, os decisores políticos devem explorar vias para continuar a apoiar a digitalização das empresas europeias. Devem considerar, por exemplo, o apoio financeiro, o intercâmbio de casos de utilização sobre a implantação digital e facilitar a cooperação no desenvolvimento e na implementação de tecnologias. Uma oportunidade para o fazer é o apoio estatal associado ao Mecanismo de Recuperação e Resiliência da Comissão Europeia.
  • Deve ser prestada especial atenção ao apoio às pequenas e médias empresas (em conformidade com a visão da Década Digital da Europa), bem como a setores e Estados-Membros específicos que precisem de aumentar o seu ritmo de digitalização.
  • Devem ser mantidas ferramentas para antecipar as necessidades em matéria de competências, como o Panorama de Competências do Cedefop a nível da UE ou instrumentos semelhantes nos Estados-Membros, e, se necessário, devem ser desenvolvidas para se centrarem nas necessidades de competências na era digital.
  • Devem ser exploradas formas de dotar os grupos vulneráveis (como os trabalhadores mais velhos e os que têm níveis de educação formal baixos) com competências relevantes, em conformidade com o Plano de Ação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais e a Agenda de Competências para a Europa. Ao mesmo tempo, os gestores têm de receber formação sobre as particularidades da organização do trabalho e da gestão das pessoas na era digital. No caso dos trabalhadores afetados por despedimentos, o Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização a favor dos Trabalhadores Despedidos pode desempenhar um papel no apoio à sua requalificação ou à melhoria de competências.
  • Devem ser utilizados instrumentos de alerta precoce para alertar os decisores políticos para quaisquer indícios de uma diminuição da qualidade do emprego resultante da adoção de tecnologias digitais, incluindo uma possível classificação errada do estatuto profissional. Os decisores políticos devem explorar as causas de tais desenvolvimentos e o seu impacto nas empresas e nos trabalhadores como base para uma definição informada de políticas.
Read less

Resumo

A evolução tecnológica aumenta o seu ritmo à medida que se expande a capacidade dos dispositivos eletrónicos de armazenar, processar e comunicar informações digitalmente. A digitalização está a transformar a economia e os mercados de trabalho da UE: quase um terço dos locais de trabalho da UE sãoRead more

A evolução tecnológica aumenta o seu ritmo à medida que se expande a capacidade dos dispositivos eletrónicos de armazenar, processar e comunicar informações digitalmente. A digitalização está a transformar a economia e os mercados de trabalho da UE: quase um terço dos locais de trabalho da UE são classificados como altamente digitalizados. Quais são as implicações da revolução digital para o emprego e o trabalho? E como pode afetar o diálogo social?

A Eurofound desenvolveu um conjunto de trabalhos para explorar estas questões. O trabalho está estruturado em torno de três vetores de evolução da digitalização – automatização, digitalização e plataformas – que estão a afetar o emprego, as condições de trabalho e o diálogo social. Os principais resultados desta investigação foram compilados no recurso em linha The digital age: Automation, digitisation and platforms. O presente relatório baseia-se nesse recurso para apresentar um resumo das conclusões e dos indicadores de políticas.

Read less

Formats and languages

  • Relatório

    Número de páginas: 
    34
    N.º de referência: 
    EF21007
    ISBN: 
    978-92-897-2213-1
    N.º do catálogo: 
    TJ-06-21-150-EN-N
    DOI: 
    10.2806/288
    Catalogue info

    A era digital: Implicações da automatização, da digitalização e das plataformas para o trabalho e o emprego

    Autor(es): 
    Mandl, Irene

    Formatos

    Cite esta publicação: 

    Eurofound (2021), The digital age: Implications of automation, digitisation and platforms for work and employment, Challenges and prospects in the EU series, Publications Office of the European Union, Luxembourg.

  • Executive summary

    N.º de referência: 
    EF21007EN1
    Catalogue info

    A era digital: Implicações da automatização, da digitalização e das plataformas para o trabalho e o emprego

    Autor(es): 
    Eurofound

    Disponível para descarregamento em 22 línguas

    Descarregar
  • Tables and graphs

    The flagship report contains the following tables and figures.

    List of tables

    • Table 1: Employment – Main opportunities and risks
    • Table 2: Quality of work and working conditions – Main opportunities and risks
    • Table 3: Social dialogue and collective bargaining – Main opportunities and risks

    List of figures

    • Figure 1: Overview of the expected challenges for work and employment by vector of change
    • Figure 2: Analytical framework of the discussion
    • Figure 3: Digitalisation intensity of establishments (%), by establishment size, EU27 and the UK, 2019
    • Figure 4: Prevalence of platform work in the EU27, Norway and the UK, 2013–2014 and 2020
    • Figure 5: Change in number of employees since 2016 (%), by digitalisation intensity of establishments, EU27 and the UK, 2019
    • Figure 6: Expected change in number of employees in the coming three years (%), by digitalisation intensity of establishments, EU27 and the UK, 2019
    • Figure 7: Shares of employees whose jobs have high automation risk (%), by occupation, EU27, 2020
    • Figure 8: Management approach (%), by digitalisation intensity of establishments, EU27 and the UK, 2019
  • Online resource

    The digital age: Automation, digitisation and platforms

    The digital age resource provides an overview of research findings on topics at the centre of digitalisation, structured around three vectors of change – automation, digitisation and platforms. It explores the implications of the digital revolution for employment, working conditions and social dialogue. Findings are presented in a range of research digests, policy pointers and definitions.

A investigação realizada antes da saída do Reino Unido da União Europeia, em 31 de janeiro de 2020, e posteriormente publicada, pode incluir dados relativos aos 28 Estados-Membros da UE. Após esta data, a investigação apenas tem em conta os 27 Estados-Membros da UE (UE28 menos o Reino Unido), salvo especificação em contrário.

Part of the series

  • Challenges and prospects in the EU

    Eurofound’s Flagship report series 'Challenges and prospects in the EU' comprise research reports that contain the key results of multiannual research activities and incorporate findings from different related research projects. Flagship reports are the major output of each of Eurofound’s strategic areas of intervention and have as their objective to contribute to current policy debates.

Useful? Interesting? Tell us what you think. Hide comments

Add new comment