EWCS 2010 – Ponderação

Tal como em anteriores vagas do EWCS, é necessário aplicar três tipos de ponderações para assegurar que os resultados baseados no quinto EWCS possam ser considerados representativos dos trabalhadores europeus.

  1. Ponderações de probabilidade de selecção
    Devido à forma como o processo de amostragem foi concebido, as pessoas dos agregados familiares com menos trabalhadores têm mais hipóteses de serem seleccionadas para a amostra do que as pessoas de agregados familiares com mais trabalhadores. Por exemplo, num agregado familiar com uma pessoa empregada, a probabilidade de esta pessoa ser seleccionada é de 100%, mas diminui para 50% no caso das pessoas de um agregado familiar com duas pessoas empregadas. São criadas as ponderações de probabilidade de selecção (ou ponderações de delineamento) para corrigir este aspecto.
  2. Ponderações pós-estratificação
    Devido a diferenças na vontade e na disponibilidade para participar no inquérito, alguns grupos estão sobrerrepresentados e outros grupos estão sub-representados na amostra do EWCS. Para assegurar que os resultados reflectem fielmente a população de trabalhadores de cada país, é necessária uma ponderação pós-estratificação. As ponderações são calculadas comparando o EWCS com o Inquérito às Forças de Trabalho (Eurostat) no que respeita ao sexo, idade, região, profissão e sector de actividade económica dos inquiridos. 
  3. Ponderações supranacionais
    As diferenças entre países no que se refere à dimensão da sua população activa não se reflectem (totalmente) na dimensão da amostra em cada país. Para assegurar que os países maiores tenham um peso superior nos resultados a nível da UE, é necessário aplicar ponderações supranacionais quando se efectuam análises no plano europeu.

Para obter mais informações, ver por favor Relatório de Ponderação, [.pdf, 3.7 MB, apenas em inglês].