Antecipação e gestão do impacto da mudança

15 October 2021

A antecipação e gestão do impacto da mudança é uma das seis atividades principais do programa de trabalho da Eurofound para o período de 2021-2024Read more

A antecipação e gestão do impacto da mudança é uma das seis atividades principais do programa de trabalho da Eurofound para o período de 2021-2024. A Eurofound fornecerá dados sobre os desenvolvimentos estruturais que afetam a economia e os mercados de trabalho da UE, impulsionados, em grande medida, pela digitalização e pela transição para uma economia neutra em carbono, mas também pela crise da COVID-19. A investigação destina-se a auxiliar os decisores políticos na antecipação e preparação dos mercados de trabalho e dos locais de trabalho europeus para estas mudanças.

A partir de 2021, a Eurofound fornecerá informações sobre o impacto destas megatendências nas condições de vida e de trabalho na UE. No domínio da digitalização, a investigação incidirá no impacto no emprego e nas condições de trabalho, bem como no mercado de trabalho. Os domínios a abranger incluirão o diálogo social e o seu papel na definição das mudanças estruturais, dos quadros regulamentares, da proteção social e da inteligência artificial (IA). Com base em estudos anteriores relativamente ao trabalho em plataformas em linha, o período de 2021-2024 constituirá uma oportunidade para se centrar no mapeamento e na avaliação da eficácia das iniciativas políticas na resposta aos desafios identificados com o trabalho em plataformas em linha.

A Eurofound procurará também apoiar a transição da UE para uma economia neutra em carbono, incluindo a economia circular e a execução do Instrumento de Recuperação da União Europeia, Next Generation EU, investigando os efeitos socioeconómicos. Estes incluem as mudanças no emprego e a transformação dos empregos e das condições de trabalho, bem como o impacto distributivo das políticas para as alterações climáticas. Alguns destes trabalhos basear-se-ão nos resultados de um projeto-piloto sobre o futuro da indústria transformadora (FOME) realizado pela Eurofound.

Para dar continuidade a este trabalho em 2021-2024, a Eurofound cooperará com várias organizações internacionais e agências da UE, por exemplo com a Agência Europeia do Ambiente (AEA) no domínio dos impactos sociais das políticas para as alterações climáticas. Além disso, será consolidada a colaboração existente com outros intervenientes na investigação nos domínios da digitalização — o Centro Comum de Investigação (CCI), a Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA) e a Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho (EU-OSHA). Está também prevista uma parceria mais ampla com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre o mundo do trabalho em transformação.

«A economia e os mercados de trabalho da UE caracterizam-se pelo impacto das megatendências, nomeadamente a digitalização e a transição para uma economia neutra em carbono. É importante analisar de que forma estas transições estão a funcionar exatamente, o que está a mudar e a forma como isto terá impacto não só nas empresas, mas também na mão-de-obra e na sociedade.»

Irene Mandl, Chefe da Unidade de Emprego

Read less

Alterações recentes

Impacto distributivo das políticas climáticas na Europa

Com o Pacto Ecológico Europeu, a UE está a lançar um conjunto de políticas e medidas destinadas a prevenir e atenuar os...

COVID-19: Could businesses have done better?

COVID-19 has shown that some things can hit us out of the blue. The pandemic sent a shockwave through businesses all...

COVID-19 could be a catalyst for fundamental change that will define the Future of Europe

On 9 May, the Conference on the Future of Europe will get underway. Floated well before the COVID-19 outbreak, its...

Receive updates

Subscribe to updates on our work in the area of Antecipação e gestão do impacto da mudança

Subscribe

Resposta às prioridades das partes interessadas

Top

A investigação da Eurofound visa apoiar as medidas políticas que se destinam a fazer face às transições para uma economia neutra em carbono e para a era digital, na sequência da pandemia da COVID-19, bem como ajudar a compreender o impacto destas mudanças ao nível da UE e ao nível nacional.Read more

A investigação da Eurofound visa apoiar as medidas políticas que se destinam a fazer face às transições para uma economia neutra em carbono e para a era digital, na sequência da pandemia da COVID-19, bem como ajudar a compreender o impacto destas mudanças ao nível da UE e ao nível nacional. Por exemplo, a investigação sobre o impacto destes motores da mudança ao nível do local de trabalho proporcionará informações sobre a melhor forma de apoiar as entidades empregadoras e os trabalhadores, para que possam aproveitar as oportunidades e atenuar os desafios relacionados com estes desenvolvimentos. A investigação da Eurofound procurará também apoiar as empresas nos seus esforços de adaptação a uma economia mundial em constante evolução. Além disso, a análise dos impactos distributivos das políticas para as alterações climáticas e das medidas destinadas a garantir a justiça social proporcionará conhecimentos para ajudar a implementar o Fundo para uma Transição Justa. O acompanhamento das reformas e o recente apoio financeiro permitirão também um intercâmbio das abordagens políticas e dos ensinamentos retirados.

O plano de trabalho da Agência está em consonância com as orientações políticas da Comissão Europeia para 2021-2024, contribuindo diretamente para uma série de domínios políticos fundamentais destinados a criar uma Europa social forte. Em particular, a investigação apoiará as seguintes prioridades da Comissão:

Read less

Principais mensagens das políticas

Top

As principais conclusões da investigação da Eurofound servem de contributo para os decisores políticos abordarem algumas das questões-chave neste domínio.

Read more

As principais conclusões da investigação da Eurofound servem de contributo para os decisores políticos abordarem algumas das questões-chave neste domínio.

  • É fundamental apoiar os empregadores e os trabalhadores na dupla transição para a era digital e para uma economia neutra em carbono. Para além destes desenvolvimentos estruturais, a recente pandemia da COVID-19 representa um enorme desafio para a economia e o mercado de trabalho europeus.
  • As novas formas de emprego, tais como o trabalho em plataformas em linha e o trabalho móvel baseado nas TIC, estão cada vez mais presentes nos mercados de trabalho europeus. Impulsionadas pela utilização das TIC, caracterizam-se pelos novos tipos de relações laborais entre entidade empregadora e empregado, introduzindo alterações à organização do trabalho e aos padrões de trabalho. Estas novas formas de emprego criarão oportunidades e riscos para os mercados de trabalho da UE, que enfrentam a transição para uma economia neutra em carbono e para uma transformação digital, no contexto da pandemia da COVID-19.
  • As tecnologias digitais estão a transformar o trabalho e o local de trabalho, desencadeando mudanças no mercado de trabalho, tais como a reestruturação e a perda de postos de trabalho, e começam também a surgir novos perfis de emprego. Os perfis das tarefas nos empregos estão a adaptar-se devido à digitalização da produção e da prestação de serviços. O resultado é uma procura por competências diferentes.
  • Será importante investigar os efeitos conjuntos da digitalização e da transição para uma economia neutra em carbono na sequência da pandemia da COVID-19, e a forma como se reforçam mutuamente, ou como os benefícios de uma podem compensar os efeitos negativos da outra.
  • O potencial tecnológico para produzir, recolher e utilizar uma grande quantidade de dados pode melhorar a competitividade das empresas europeias e a qualidade do emprego. No entanto, será fundamental garantir que questões como a propriedade dos dados e a proteção dos dados sejam clarificadas, bem regulamentadas e aplicadas, a fim de evitar a exploração e comportamentos não éticos.
Read less

Investigação atual e em curso

Top

Em 2021, a Eurofound investigará em que medida a crise da COVID-19 resultou numa mudança temporária ou mais sustentável, e que papel o diálogo social desempenha na definição da mudança estrutural e relacionada com a crise, a par de um mapeamento do impacto, por exemplo, no emprego, nos perfisRead more

Em 2021, a Eurofound investigará em que medida a crise da COVID-19 resultou numa mudança temporária ou mais sustentável, e que papel o diálogo social desempenha na definição da mudança estrutural e relacionada com a crise, a par de um mapeamento do impacto, por exemplo, no emprego, nos perfis profissionais, nas tarefas e nos requisitos em matéria de competências.

Na sequência dos trabalhos anteriores da Eurofound sobre a era digital, a investigação continuará a explorar o impacto da digitalização aos níveis do emprego, das condições de trabalho e das relações de trabalho. Especificamente, lançará o seu recurso emblemático em linha sobre a digitalização , que explorará as principais tendências e desenvolvimentos políticos em matéria de digitalização na Europa, bem como a implantação da automatização, da digitalização e da economia das plataformas e o seu impacto no trabalho e no emprego.

Além disso, a Eurofound continuará a sua investigação sobre o impacto da digitalização na vida profissional. Dedicar-se-á especial atenção aos efeitos da utilização da digitalização ao nível das empresas no emprego e nas condições de trabalho (incluindo a proteção social). Serão também exploradas as implicações humanas e éticas da automatização e da digitalização (por exemplo, robotização, dispositivos portáteis, IA e megadados no local de trabalho). Relativamente ao trabalho em plataformas em linha, será efetuada uma avaliação de iniciativas emergentes selecionadas — que abordam questões como a representação dos trabalhadores das plataformas em linha, a negociação das condições de trabalho, a prestação de seguros e a proteção social ou a fiscalidade. Do mesmo modo, prosseguirá o acompanhamento da evolução da economia das plataformas através do repositório Web da Eurofound.

Para a sua investigação sobre o impacto da transição para uma economia neutra em carbono, a Eurofound está a explorar os efeitos distributivos desta transição na sequência de um pedido ad hoc apresentado em 2020. Além disso, em relação aos efeitos desta transição no trabalho e no emprego, a Eurofound realizará uma análise bibliográfica para recolher as informações disponíveis, a fim de compreender a situação atual. O impacto da transição para uma economia neutra em carbono nas sociedades e nos cidadãos explorará quais os grupos populacionais e as regiões em maior risco de sofrerem impactos negativos. A Eurofound reunirá elementos de prova sobre a forma como esta questão está a ser abordada ao nível dos Estados-Membros. Com base nestes resultados, seguir-se-á um projeto que explora o impacto socioeconómico da transição para uma economia neutra em carbono.

Colmatando a dupla transição para uma economia neutra em carbono e para a era digital, a base de dados de eventos do ERM será adaptada para permitir a identificação de processos de reestruturação em grande escala relacionados com a digitalização e a transição para uma economia neutra em carbono, ao passo que os instrumentos de apoio e as bases de dados jurídicas serão alargados de modo a abranger intervenções políticas nacionais para fazer face a estes fatores de mudança.

As secções seguintes dão acesso a uma série de publicações, dados e trabalhos em curso sobre este tema.

Read less
  • Publications (148)
  • Data
  • Ongoing work (8)

Ongoing work

Research continues in this topic on a variety of themes, which are outlined below with links to forthcoming titles. 

  • Coverage of cases of transnational restructuring, relevant to current debates 

 

Receive updates

Subscribe to updates on our work in the area of Antecipação e gestão do impacto da mudança

Any personal data (names, e-mail, etc.) that you provide to us by completing the forms which appear on our website (e.g. comment forms) will be processed in accordance with Regulation (EU) 2018/1725 of the European Parliament and of the Council of 23 October 2018 on the protection of natural persons with regard to the processing of personal data by the Union institutions, bodies, offices and agencies and on the free movement of such data. The purpose of collection of personal data is to allow interaction between Eurofound and external users who provide their feedback on or express their interest in our work.

You have the right to obtain access to and rectification of your personal data. You may also, under certain circumstances, ask to have this data blocked or request the erasure of personal data which you consider to have been unlawfully processed; or object to the processing of your personal data at any time on legitimate compelling grounds relating to your particular situation.