Condições e qualidade de vida

7 December 2022

As condições e a qualidade de vida são uma das seis principais atividades do programa de trabalho da Eurofound para o período de 2021-20Read more

As condições e a qualidade de vida são uma das seis principais atividades do programa de trabalho da Eurofound para o período de 2021-2024. A Eurofound continuará a identificar e analisar os principais aspetos relacionados com a melhoria das condições de vida das pessoas na Europa, incluindo informações sobre a sua perceção da qualidade de vida e da sociedade. Uma vez que a pandemia da COVID-19 e a subsequente crise económica afetaram profundamente a vida das pessoas, a Eurofound continuará a investigar o impacto desta crise nos cidadãos da UE em diferentes fases da vida.

Durante o período de 2021-2024, a investigação da Eurofound proporcionará uma visão importante dos desafios e das perspetivas no domínio das condições e da qualidade de vida na UE, bem como do papel desempenhado por várias iniciativas destinadas a atenuar as dificuldades sociais de vários grupos de cidadãos. Revestem-se de especial interesse as implicações para os idosos e as necessidades de cuidados, a juventude e a sua inclusão social e mobilidade social, bem como as diferentes consequências da crise para os homens e as mulheres .

Os serviços públicos em toda a UE desempenharam um papel importante na resposta à crise da COVID-19, enfrentando simultaneamente desafios significativos, e serão avaliados com mais pormenor, centrando-se em questões como a qualidade, o acesso e a acessibilidade dos preços. Tal como demonstrado por constatações anteriores, a crise teve efeitos desproporcionados em determinados grupos, em função da idade, das responsabilidades familiares e da conciliação entre a vida profissional e a vida familiar , pelo que a Eurofound analisará mais aprofundadamente esta questão.

Em coordenação com o Instituto Europeu para a Igualdade de Género (EIGE), a Eurofound pretende investigar as disparidades multidimensionais entre géneros, investigando o impacto da crise da COVID-19 nos homens e nas mulheres em termos de participação no emprego, condições materiais de vida e bem-estar, a fim de identificar as diferenças e avaliar o seu efeito nas disparidades entre géneros.

« A qualidade dos serviços públicos tem sido fundamental para criar confiança nas instituições da Europa contemporânea e será crucial para enfrentar os desafios atuais e futuros. Os serviços de qualidade são também um domínio de inovação, especialmente na transição para serviços digitais mais respeitadores do ambiente e preparados para riscos, como a pandemia, no futuro.»

Tadas Leončikas, gestor principal de investigação, Unidade de Políticas Sociais

Read less

Alterações recentes

Risk of depression runs high as Europe and its neighbours struggle with cost-of-living crisis

Two-thirds of respondents from the EU and 10 neighbouring countries reported difficulties making ends meet in the fifth...

Living, working and COVID-19 in the European Union and 10 EU neighbouring countries

The Living, working and COVID-19 survey, first launched by Eurofound in early 2020, aims to capture the wide-ranging...

European Employment and Social Rights Forum - The social dimension of the green transition

On 16 and 17 November 2022, the Directorate-General for Employment, Social Affairs and Inclusion of the European...

Resposta às prioridades das partes interessadas

Top

A investigação da Eurofound visa apoiar a ação política para enfrentar os desafios e as oportunidades para a UE e os níveis nacionais no domínio das condições e da qualidade de vidRead more

A investigação da Eurofound visa apoiar a ação política para enfrentar os desafios e as oportunidades para a UE e os níveis nacionais no domínio das condições e da qualidade de vida. Em especial, acompanhará o impacto da COVID-19 e a subsequente crise económica, fornecendo conhecimentos sobre o estado, as tendências e os riscos, bem como sobre formas de melhorar as condições de vida na UE. A Eurofound centrar-se-á na identificação e análise de questões prementes para os grupos mais vulneráveis, em especial os cidadãos mais velhos e os jovens. A Eurofound informará também os decisores políticos, apresentando dados sobre as tendências e os fatores subjacentes à prestação de serviços públicos, estabelecendo também ligações, por exemplo, com o Pilar Europeu dos Direitos Sociais .

O plano de trabalho da Agência está em consonância com as orientações políticas da Comissão Europeia para os próximos quatro anos, contribuindo diretamente para uma série de domínios políticos fundamentais destinados a criar uma Europa social forte. Em especial, a investigação apoiará iniciativas e atividades políticas relacionadas com a implementação da Estratégia Europeia para a Igualdade de Género 2020-2025 , a Garantia para a Juventude , a Garantia para a Infância e o Semestre Europeu e as suas recomendações específicas por país.

Read less

Principais mensagens das políticas

Top

Living conditions quality of life infographic
Infografia

As principais conclusões da investigação da Eurofound servem de contributo para os decisores políticos abordarem algumas das questões-chave neste domínio.

  • A perceção das tensões na sociedade tem o impacto mais negativo na confiança nas instituições, enquanto a perceção da qualidade dos serviços públicos é um fator essencial para uma maior confiança nas instituições.
  • É necessária uma maior oferta de cuidados continuados — com maior flexibilidade. Os cuidados e a assistência ao domicílio devem ser mais disponibilizados, especialmente nos Estados-Membros da UE onde o rendimento é mais baixo.
  • O acesso rápido aos cuidados de saúde primários, aos cuidados sociais e aos cuidados continuados pode desencadear uma intervenção precoce e o acompanhamento da evolução das necessidades e evitar a escalada dos problemas de cuidados continuados.
  • Os problemas de saúde mental estão a aumentar para os jovens, embora não seja claro se tal se deve a uma maior incidência ou a uma melhor sensibilização e diagnóstico. A saúde mental está estreitamente relacionada com outras questões relacionadas com a juventude e pode ser um resultado das desigualdades e uma fonte de desigualdade por si mesma. Os fatores de risco para as questões de saúde mental incluem a deficiência e as doenças prolongadas, os problemas familiares, os problemas de relacionamento com os pares e a utilização exagerada das redes sociais.
  • Embora os níveis de confiança e coesão social tenham recuperado globalmente na UE desde a crise financeira, o início da COVID-19 teve um impacto significativo no bem-estar nos países mais afetados pela pandemia.
  • Os jovens estão cada vez mais entre quem mais está a sofrer as consequências do confinamento: juntamente com os desempregados, os jovens reportam os níveis mais baixos de bem-estar, apesar de se terem verificado algumas melhorias desde o início da pandemia. Apesar de, desde abril de 2020, os jovens estarem mais satisfeitos e otimistas em relação à sua vida, continuam a sentir-se excluídos da sociedade e permanecem em maior risco de depressão, mostrando como são mais afetados pelas restrições durante o confinamento.
  • Medidas para mitigar os riscos de saúde mental dos desempregados e dos jovens na sequência da COVID-19 serão críticas em novas vagas do Coronavírus. A prestação de apoio direcionado para permitir que aqueles que procuram trabalho voltem ao bom caminho e enfrentem o impacto da pandemia, bem como a garantia de que os jovens possam participar plenamente na sociedade, devem fazer parte das medidas políticas em curso.
  • A crise da COVID-19 reduziu os níveis de otimismo e afetou mais o equilíbrio entre vida profissional e familiar das mulheres do que a dos homens. A reparação destes danos será fundamental para assegurar que as mulheres não sofram de forma desproporcionada as consequências da pandemia.
  • A manutenção da confiança dos cidadãos nas instituições nacionais e europeias deve continuar a ser um objetivo central em tempos de crise, uma vez que o cumprimento das medidas de controlo da COVID-19 depende grandemente dos níveis de confiança nas instituições e no aconselhamento científico. O aumento dos níveis de confiança institucional expresso pelos inquiridos que beneficiaram de medidas de apoio também envia uma mensagem clara aos governos nacionais e à UE.
Read less

Investigação atual e em curso

Top

Em 2022, o trabalho nesta área centrar-se-á na medição do impacto da COVID-19 nas condições de vida. Com base nas rondas anteriores do inquérito em linha Viver, trabalhar e COVID-19, realizadas em 2020 e 2021, está prevista uma análise mais aprofundada para 2022.

Read more

Em 2022, o trabalho nesta área centrar-se-á na medição do impacto da COVID-19 nas condições de vida. Com base nas rondas anteriores do inquérito em linha Viver, trabalhar e COVID-19, realizadas em 2020 e 2021, está prevista uma análise mais aprofundada para 2022.

A Eurofound finalizará a sua investigação em curso sobre o impacto da COVID-19 nas pessoas idosas e nos homens e mulheres. O trabalho de investigação sobre a divisão em função do género será coordenado com o Instituto Europeu para a Igualdade de Género (EIGE). Além disso, será concluída a análise da adaptação dos serviços públicos essenciais na prestação de serviços durante a pandemia.

Com base em trabalhos anteriores, a Eurofound investigará a dinâmica intergeracional ao longo do tempo, centrando-se em como a pandemia pode ter afetado de forma diferente a situação sanitária, a participação no mercado de trabalho, a qualidade de vida e as necessidades financeiras dos diferentes grupos etários, tanto a curto como a longo prazo. Complementarmente, serão analisadas as medidas políticas postas em prática a nível comunitário e nacional para aliviar o impacto económico e social da crise entre os diferentes grupos etários.

A Eurofound irá explorar a ligação entre rendimentos e custos de habitação entre os diferentes grupos populacionais. Este trabalho envolve uma análise das consequências sociais da acessibilidade da habitação e do impacto da habitação não adequada nas condições de vida, com base em dados do inquérito eletrónico da Eurofound, bem como de outras fontes de dados. A Eurofound examinará as políticas de habitação no contexto da COVID-19, analisando os congelamentos dos pagamentos de arrendamento e hipotecas e as ações de despejo, bem como as iniciativas para disponibilizar habitação acessível e adequada para grupos seriamente afetados pelo peso das despesas com a habitação.

As secções seguintes dão acesso a uma série de publicações, dados e trabalhos em curso sobre este tema.

Read less
  • Publications (665)
  • Data
  • Ongoing work (5)

Ongoing work

Research continues in this topic on a variety of themes, which are outlined below with links to forthcoming titles.