Inquéritos

A Eurofound desenvolveu três inquéritos pan-europeus que se repetem regularmente com o objetivo de contribuir para a conceção e o estabelecimento de melhores condições de vida e de trabalho. Os inquéritos proporcionam uma fonte única de informação comparável sobre a qualidade das condições de vida e de trabalho no território da UE. Uma análise pormenorizada dos dados do inquérito permite à Eurofound identificar tendências novas e emergentes, bem como obter uma perspetiva mais aprofundada sobre questões centrais para a política europeia. Os resultados proporcionam uma base sólida para os decisores identificarem oportunidades de melhoria e desenvolverem perspetivas de futuro. Os inquéritos constituem igualmente um elemento determinante na missão da Eurofound de prestar informações e aconselhamento de elevada qualidade aos decisores da UE e a nível nacional, aos parceiros sociais, aos investigadores e aos cidadãos europeus.

Inquérito Europeu às Empresas (ECS)

Tópicos: O ECS fornece uma panorâmica geral das práticas no local de trabalho e do modo como são negociadas nas empresas europeias. Tem por base as opiniões dos gestores e dos representantes dos trabalhadores.

Frequência: De quatro em quatro anos, desde 2004-2005

Primeiro inquérito: 2004–2005, lançado com a designação de «Inquérito Europeu sobre o Tempo de Trabalho e a Conciliação entre a Vida Profissional e a Vida Familiar». Abrangeu 21 países, nomeadamente os 15 «antigos» Estados-Membros da UE e seis novos Estados-Membros: República Checa, Chipre, Letónia, Hungria, Polónia e Eslovénia

Segundo inquérito: 2009, lançado com a nova designação «Inquérito Europeu às Empresas»; centrou-se nas práticas de flexibilidade e na qualidade do diálogo social. Abrangeu 30 países, nomeadamente os 27 Estados-Membros da UE, a Croácia, a antiga República jugoslava da Macedónia e a Turquia

Terceiro inquérito: 2013, publicação do Terceiro relatório geral sobre o ECS em março de 2015, que incidiu sobre organização do local de trabalho, a inovação, a participação dos trabalhadores e o diálogo social. Abrangeu 32 países, nomeadamente os 27 Estados-Membros da UE e a Croácia, a antiga República Jugoslava da Macedónia, a Islândia, o Montenegro e a Turquia. Está em curso a análise secundária.

Explorador de dados: Ferramenta interativa de visualização de dados do ECS

Próximo inquérito: O trabalho de campo para o quarto ECS arranca em 2019, em parceria com o Centro Europeu para o Desenvolvimento da Formação Profissional (Cedefop)

Inquérito Europeu sobre a Qualidade de Vida (EQLS)

Tópicos: O EQLS proporciona uma panorâmica global das condições de vida nos países europeus. Contém um vasto conjunto de indicadores sobre diferentes dimensões da qualidade de vida, tanto objetivos quanto subjetivos. Atendendo ao enorme interesse na qualidade de vida dos cidadãos europeus, o EQLS é cada vez mais importante para o contributo da Eurofound para o debate político e académico.

Frequência: De quatro em quatro anos, desde 2003

Primeiro inquérito: 2003. Abrangeu 28 países, nomeadamente os 25 Estados-Membros da UE e três países candidatos: Bulgária, Roménia e Turquia

Segundo inquérito: 2007. Abrangeu 31 países, nomeadamente os 27 Estados-Membros da UE, a Noruega e os países candidatos: Croácia, antiga República jugoslava da Macedónia e Turquia

Terceiro inquérito: 2011. Abrangeu 34 países, nomeadamente os 27 Estados-Membros da UE e sete países candidatos ou em fase de pré‑adesão: Croácia, antiga República jugoslava da Macedónia, Islândia, Kosovo, Montenegro, Sérvia e Turquia

Quarto inquérito: 2016, com uma tónica específica na qualidade dos serviços públicos. Abrangeu 33 países, nomeadamente os 28 Estados-Membros da UE e cinco países candidatos: Albânia, antiga República jugoslava da Macedónia, Montenegro, Sérvia e Turquia

Explorador de dados: Consulte, explore e compare os dados da UE e de cada país relativos à qualidade de vida, à qualidade da sociedade e dos serviços públicos na nossa ferramenta interativa de visualização de dados.

Próxima etapa: Publicação completa dos dados de 2016 em fevereiro/março de 2018

Inquérito Europeu sobre as Condições de Trabalho (EWCS)

Tópicos: O EWCS é o inquérito que se realiza há mais tempo e tornou-se numa fonte consolidada de informação sobre as condições de trabalho e a qualidade do trabalho e do emprego. Efetuado desde 1990, permite acompanhar as tendências a longo prazo no que se refere às condições de trabalho na Europa. Os temas abrangidos incluem a situação profissional, os modelos de organização do tempo de trabalho, a organização do trabalho, a aprendizagem e formação, os fatores de risco físicos e psicossociais, a saúde e segurança, a participação dos trabalhadores, a conciliação entre a vida profissional e privada, rendimentos e segurança financeira, bem como trabalho e saúde.

Frequência: De cinco em cinco anos

Primeiro inquérito: 1990–1991. Abrangeu a CE-12: Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Irlanda, Grécia, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal e Reino Unido

Segundo inquérito: 1995-1996. Abrangeu a UE-15: Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Irlanda, Grécia, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal e Reino Unido e os novos Estados-Membros Áustria, Finlândia e Suécia

Terceiro inquérito: 2000. Abrangeu a UE-15 e a Noruega numa primeira fase, com o inquérito a ser alargado aos 12 «novos» Estados-Membros em 2001 e à Turquia em 2002 numa segunda fase.

Quarto inquérito: 2005. Abrangeu a UE-27, a Croácia, a Turquia, a Noruega e a Suíça

Quinto inquérito: 2010. Abrangeu a UE-27, a Croácia, a Albânia, a antiga República jugoslava da Macedónia, o Kosovo, o Montenegro, a Turquia e a Noruega

Sexto inquérito: 2015. Publicação do Sexto relatório geral do EWCS em novembro de 2016, que abrange a UE-28, a Albânia, a antiga República jugoslava da Macedónia, o Montenegro, a Sérvia, a Turquia, bem como a Noruega e a Suíça.

Explorador de dados: Ferramenta interativa de visualização de dados do EWCS

Próximo inquérito: O trabalho de campo para o sétimo EWCS terá lugar em 2020